quinta-feira, 23 de junho de 2011

Amor-mendigo


Amor-mendigo


"Eu quero você, não me importa se você me ama ou não, EU te amo, e isso basta. Quero você com todos os seus defeitos, e não são poucos, eu sei, mas eu suporto todos eles pra estar contigo. Eu te quero de qualquer jeito, eu me submeto à condição que for pra te ter ao meu lado. Eu suporto seu mau-humor, seus pontapés, suas ausências, sua indiferença, aguento tudo pra estar contigo. Eu imploro que não me deixe só, preciso de você. Eu me ajoelho pra você, te imploro, rastejo aos teus pés, mas não me deixa por favor. Eu te amo."

NOTA: Amor-mendigo é amor? Desde quando?

[Mente Hiperativa]

7 comentários:

  1. Isso não é amor, é falta de vergonha na cara.

    ResponderExcluir
  2. Eu acho que é FALTA de amor-PRÓPRIO.

    ResponderExcluir
  3. E como tem amor desse tipo.... Quer dizer, "amor"...

    ResponderExcluir
  4. Eu acho que é falta de amor-próprio mesmo, MH não há outra explicação.
    Beijosss

    ResponderExcluir
  5. Que nada... Isto é papo pra comer alguém!!! depois que se consegue, tchauuuuuuuu

    Um olhar diferente para o seu texto.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  6. esse amor-mendigo se confunde com possessividade, não importa como... ter o alvo desse "amor" por perto é mais importante.

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião: