sábado, 16 de abril de 2011

Insônia


Insônia

Texto escrito por Tereza Cristina, extraído do livro Vidas escondidas.

Sono.
Falta de sono.
Perda de sono.
Começa o cooper
pela casa.
O eco da vida
Soa aos meus ouvidos.
As horas não passam
O dia não clareia
Isso se chama eternidade.
Pergunto-me como
não ter medo da insônia ?
Se ela me assusta, assusta qualquer indivíduo
afinal ela me consome
Tomo um gole de café
Dou um trago no cigarro
E desmaio de cansaço

Nota: Depois posto mais poemas dela, todos versam sobre a bipolaridade e seus diversos aspectos.

[Mente Hiperativa]

2 comentários:

  1. enxaqueca e insônia, são meus tendões de aquiles...
    Abçs*

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião: