sábado, 14 de janeiro de 2012

Eu não tenho escolha


Eu não tenho escolha
Me perdoe se eu estou sendo duro demais com você, mas as circunstâncias me exigem essa postura às vezes. Por muito tempo eu fui maleável e flexível, sempre fui tenro e sensível, mas a vida criou em mim uma casca dura e grossa, áspera e impermeável. Depois de muito tempo, muito mesmo, eu aprendi a controlar a minha frieza, sem chegar a ser cruel -afinal não é essa a minha intenção- se eu sou frio é pra me proteger e tentar alcançar o objetivo que é te ajudar.

Por isso às vezes eu tenho que me fazer de insensível, tenho que ignorar suas chantagens emocionais, não posso me permitir cair em certos jogos que outrora me ganhavam tão facilmente. Eu sou obrigado a lutar contigo, e não posso ser fraco nessas horas. Eu cresci e amadureci, e as velhas armas não me atingem mais. Por outro lado agora eu enxergo certas nuances que antes eram imperceptíveis. Como dói amadurecer...

Independente de qualquer coisa que eu diga ou faça nunca esqueça que eu quero te ajudar, e todas as minhas atitudes carregam sempre essa nobre intenção, mas eu te estendo a mão e você não se agarra em mim. Eu sinto que no momento eu preciso te dar um choque, não adianta ser compreensível, não adianta ser 'bonzinho'. Depois que tudo passar você vai saber que foi para o seu bem. Eu te amo.


[Mente Hiperativa]

4 comentários:

  1. Como dói amadurecer...

    Como dói....COMO DÓI....

    ResponderExcluir
  2. Me perdoe se eu estou sendo duro demais com você, mas as circunstâncias me exigem essa postura às vezes.[..]/ [...] Depois de muito tempo, muito mesmo, eu aprendi a controlar a minha frieza, sem chegar a ser cruel -afinal não é essa a minha intenção- se eu sou frio é pra me proteger e tentar alcançar o objetivo que é te ajudar.[..]
    Eu ajo dessa maneira, ou melhor, sempre tento agir assim!

    ResponderExcluir
  3. o futuro é incerto para todos.

    Todos os rumos de nossas vidas são definidos por decisões.Decidir pode influenciar não só os caminhos de quem escolhe, mas também dos que estão próximos ou dependem, de alguma maneira, daquele que deseja fazer modificações pessoais e profissionais. Não é fácil. Pode ser, inclusive, dolorosa. O assunto é tão complexo que já existem especialistas em ciência da decisão...Decidir-se é tomar as rédeas da própria existência.Quem não confia em si, sente muita dificuldade para enfrentar desafios da vida...
    a autoconfiança se forma na infância...a nossa insegurancas podem ter sido por uma educação autoritária dada pelos pais, que escolhem pelos filhos desde a roupa que vão usar, amigos, profissão, não permitindo que a criança expresse suas próprias opiniões e desejos.
    A autoconfiança é resultado da auto-estima. É ter certeza sobre a capacidade, valores e objetivos. A autoconfiança nunca é herdada; é aprendida. A auto-estima inclui a avaliação subjetiva que uma pessoa faz de si mesma. É ter consciência de seus valores e só quando temos essa consciência é que podemos confiar naquilo que somos capazes. Mas para sabermos do que somos capazes é essencial o autoconhecimento.Bjs

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião: