terça-feira, 2 de julho de 2013

Uni-versos




Uni-versos

Joguei meu corpo celeste no colosso imaterial do espaço, em meio a cometas, meteoros, poeira cósmica. Vago pela imensidão desconhecida de puro vácuo e escuro sem fim, mas sigo firme a procura de outra dimensão infinita que me caiba por inteiro. E se consentirem as estrelas, posso até me mudar para o seu universo em expansão. Dependerá apenas de Marte, se Vênus assim quiser.

Farei minha galáxia Índigo fundir-se à tua, Fúscia, num choque perfeitamente inelástico. Criaremos assim uma cor inédita, cheia de luz-própria, união de nossas essências. E te provarei que a teoria dos universos paralelos é pura balela científica. Cruzaremos nossas dimensões numa equação de solução X, sendo tal incógnita o incontável conjunto de números reais: racionais ou irracionais - assim como eu e você. Afinal somos tão primitivos em se tratando de algarismos. E sentimentos ímpares.

Então, logo que transpusermos a barreira do tempo e do espaço, seremos uma sintonia transbordante de ignorância e amor, desconhecedores de qualquer lei (humana) da física clássica ou moderna. Despidos de qualquer consciência matemática navegaremos além do mar cartesiano de certezas pragmáticas e prepotência humana. Não precisamos disso, afinal o amor desconhece e não se submete a quaisquer regras numéricas.

Assim será, quando meu corpo largado encontrar o teu  no vácuo das idéias, onde somente a luz poderá nos conduzir, perdidos, um ao outro. E quanto às partículas subatômicas que por ventura o nosso enlace possa arrancar, falta alguma farão ao espaço sideral. Até mesmo ele sobreviverá à nossa sede de engolir inteiro um ao outro, como faria um buraco negro a um organismo espacial qualquer. Somente o amor é verdadeiramente infinito.

[Mente Hiperativa]

15 comentários:

  1. Leia com calma. E leia de novo, porque faz sentido.

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

      Entendedores entenderão!

      Excluir
  3. Tenho que seguir teu conselho e voltar e ler com calma...

    ResponderExcluir
  4. Não entendi mas ao mesmo tempo entendi tudo! Muito bom! kkkkkkk

    Bjo!

    ResponderExcluir
  5. Uma relação prazerosa, amante, sem igual. Que ultrapassa qualquer entendimento, conceito, razão. É o amor,explodindo a paixão que consigo carrega.

    ResponderExcluir
  6. Nunca li nada tão original.

    http://apoesiaestamorrendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. amigo ARRAZOUUUUU
    MUITO MUITO MUITO BOM!

    NUNCA VI NIGUÉM FALAR DE AMOR DESSA MANEIRA , TÁ MAIS COMPLEXO QUE CLARICE! KKKK

    ResponderExcluir
  8. Senna e seus textos que só ele sabe fazer. Você acertou em cheio ao titular o seu blog de "Mente Hiperativa". Seus textos me faz lembrar a psicanalise, pra você compreender , você precisa entrar no clima, viaja, se não, nunca vai compreender.

    Mi

    ResponderExcluir
  9. Lendo como uma poesia, e em um ritmo frenético como o amor em exercício, se consegue entender entender bem!

    ResponderExcluir
  10. Olá, mas que prazer imenso ter caído aqui. Tudo tão bem cuidado, tão delicadamente posto e escrito com maestria e esmero, tanta beleza para se ler. Está de parabéns.
    Se quiser, visite meu blog. Um abraço.
    http://madamshadow.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Nossa que coisa mais linda! Que bom voltar aqui e encontrar esse texto maravilhoso... =)

    ResponderExcluir
  12. Nossa que coisa mais linda! Que bom voltar aqui e encontrar esse texto maravilhoso... =)

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião: