sexta-feira, 26 de outubro de 2012

O apagão e o fim do mundo


O apagão e o fim do mundo

Era tarde da noite e eu estava na minha humilde residência navegando na internet quando de repente tudo ficou escuro, minha sala, o prédio, a vizinhança, o céu, tudo enegrecido e apenas as luzes dos carros passantes iluminando as ruas desertas. Carros que corriam desesperados em direção às suas casas, pessoas aflitas, vizinhos vagando perdidos com lanternas na mão, gritos intercalando o profundo silêncio da noite. Era um blecaute, ficamos todos sem luz e o pior de tudo, sem internet.

Nesse momento me senti aliviado por estar em casa, pensei em como estaria a situação lá fora, pessoas gritando, correndo, com medo, assaltos, acidentes, atropelamentos, praticamente o caos do fim do mundo. Lembrei de diversos filmes que assisti em que nessas as pessoas ficam transtornadas, parecem zumbis, passam por cima umas das outras e até matam sem saber porque, todos loucos pra chegar em casa ou qualquer outro lugar seguro.

Sendo assim a primeira coisa que fiz foi ligar para meus familiares mais próximos a fim me assegurar de que todos estavam seguros em casa, logo depois fui à janela observar o que aconteceria, queria ver algum espetáculo. Esperei naves alienígenas imensas, com luzes que piscam e mudam de cor, não sei se produziriam sons ou chegariam imponentes e silenciosas. Imaginei que logo o céu estaria repleto delas, clareando a escuridão como quem traz a esperança. Pensei que haveria uma revolução, que se abririam portais, que seriam selecionados os híbridos para dar continuidade à vida noutro planeta, como uma releitura da arca de Noé em pleno século XXI. Tive medo da outra possibilidade, mas também considerei que poderiam apenas dizimar toda a raça humana.

Esperei bastante e nada aconteceu, nenhuma nave sequer, nem um risco luminoso no céu, apenas poucas estrelas insistiam em brilhar a despeito da escuridão. Tive medo que houvesse uma chuva de meteoros e estes destruíssem a Terra como fizeram no tempo dos dinossauros, ou quem sabe uma chuva ácida derretendo tudo, vulcões brotando do chão como dragões que jorram fogo, enfim, algum acontecimento digno de uma superprodução Spielberguiana que justificasse a falta de energia elétrica. Queria algum motivo que não fosse um tolo erro humano ou defeito no circuito elétrico. A essa altura já estava sabendo que o blecaute havia atingido também outros estados e isso reforçou minha ideia de que algo estava errado, havia algum plano secreto sendo executado. Pensei que podia ter atingido todo o país, quiçá o todo o mundo. Achei que era o fim.

Porém, contrariando as minhas expectativas catastróficas e apocalípticas nada aconteceu e eu já estava ficando entediado com aquela eterna espera. Ainda fiquei mais alguns minutos na janela esperando algo surgir na escuridão, mas acabei convencido de que não antecipariam o fatídico 21 de dezembro de 2012 e até o presente momento os tudo indica que os Maias acertaram, pelo menos até o presente momento. Foi apenas um susto.

Então acendi uma vela e fui à cozinha, preparei um macarrão instantâneo, do tipo miojo, e jantei sozinho. Depois fui dormir, afinal era a coisa mais sensata a fazer, pois amanhã a rotina estaria de volta, faculdade, estudos, os mesmos problemas de sempre e todas as pendências a serem resolvidas. Dormi sem ver nenhum ET, nenhuma conspiração, nem meteoros ou bombas nucleares, ninguém me salvou da rotina e dessa vidinha mais ou menos, nem acabaram com meus problemas. Amanhã ninguém vai querer saber se faltou energia ou não, se dormi bem ou não, se fui atingido por um meteoro no juízo ou devorado por zumbis mortos-vivos. Houve apenas um apagão, e a vida prossegue ‘normalmente’.

[Mente Hiperativa]

7 comentários:

  1. Na hora do apagão eu já estava deitada , para dormir, apenas assistindo o penúltimo capítulo de gabriela , assim que terminou o capitulo minutos depois a tv se desligou o ventilador tbm... aí percebi q faltou energia - olhei pela janela e percebi q a rua tbm estava totalmente sem energia...
    Acordei quem dormia comigo, disse q estava com medo , estava escuro e sem energia - troquei alguns beijos e fui dormir, na certeza que o dia seguinte chegaria..Afinal ainda é muito cedo para o fim do mundo!

    ResponderExcluir
  2. ahh ...sorte que o apagao foi depois de Gabriela...pois os ultimos capitulos estao otimos!

    ResponderExcluir
  3. Respostas
    1. Pois é, Camila, a rotina continua minha fiel algoz.

      Excluir
  4. Dormi sem ver nenhum ET, nenhuma conspiração, nem meteoros ou bombas nucleares, ninguém me salvou da rotina e dessa vidinha mais ou menos, nem acabaram com meus problemas.

    ME IDENTIFIQUEI COM ISSO QUE VOCÊ FALOU. KKKK
    E EU TAMBÉM FIQUEI A ESPERA DE NAVES E ALGO MAIS A NÍVEL DE FILME.
    MAS NÃO FOI DESSA VEZ.
    MAS OLHA... ACREDITO TAMBÉM QUE... ESSE APAGÃO... FOI DEVIDO A INFLUÊNCIA DO MAGNETISMO DO PLANETA QUE SE APROXIMA DA TERRA E JÁ ESTÁ PERTO DE VÊNUS.

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião: